terça-feira, 30 de maio de 2017

Contraluz


Sentei-me na borda do muro de forma a só conseguir ver parte da Torre de Belém e conseguir enquadrar as pequenas guaritas em primeiro plano.
Àquela hora da manhã o sol estava muito baixinho e proporcionava uma contraluz tão forte que quase não via os pormenores na fachada da torre, mas no caderno tentei dar-lhe alguma luz para o desenho não ficar demasiado pesado.

I sat on the edge of the wall so I could only see part of the Tower of Belém and be able to frame the small guardhouses in the foreground.

At that hour of the morning the sun was very low and backlit the tower so strongly that I could hardly see the details on the façade. But in the sketchbook I tried to give it some light to keep it interesting.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

No Champalimaud


Que amanhecer espectacular à beira rio. Gostava de ter lá ficado a manhã toda, mas só houve tempo para um desenho. Continuo a tentar perceber como fazer funcionar os enquadramentos no formato quadrado deste caderno.

What a spectacular dawn by the river. I would have liked to stay there all morning, but there was only time for one sketch.
I am still trying to figure out how to make the composition work inside the square shape of this sketchbook.

sábado, 27 de maio de 2017

Massa


No jardim da água no CCB sentei-me um pouco à sombra de uma palmeira.
Achei seria correr um risco a reforçar a sombra de uma massa tão grande em primeiro plano, mas a bem da experiência optei por fazê-lo na mesma.
O resultado não me convence muito, com uma mancha grande a ocupar mais de metade da dupla-página. Talvez no futuro me coíba de voltar a tentar algo semelhante... ou talvez não!

Sitting in the shade of a palm tree in the water garden at CCB, I thought I it would be a risk to reinforce the shadow of such a large mass in the foreground, but for the sake of experience I chose to do so.
The result does not convince me much because of the big stain occupying more than half of the spread. Maybe in the future I will shy away from trying something similar ... or maybe not!

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Aleatório


Um quintal aleatório num edifício antigo de aspecto degradado, numa rua escondida, pintado com 4 cores: azul cobalto, rosa, ocre e verde perilene.

A random backyard on an old building with a degraded facade, in a hidden road, painted with 4 colours: cobalt, rose, ochre and perylene green.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Bordalo no jardim II


Ainda no museu Bordalo Pinheiro tinha desenhado uma espécie de peixe inserido numa peça com motivos marítimos.
Chegado ao jardim foi mais fácil incorporá-la no ambiente, uma vez que nos sentámos em frente ao lago onde haviam barcos a navegar e crianças a tomar banho.

Still in the museum Bordalo Pinheiro I skecthed a a kind of fish that was included in a large piece with maritime motifs.
Once in the garden it was easy to incorporate the fish into the environment, because we sat in front of the lake where there were boats navigating and children bathing.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

A peça do Bordalo no jardim


No último fim-de-semana juntei-me a um mini-encontro marcado à pressão, no seguimento da presença do sketcher Ron Sketcherman em Lisboa.
Desenhámos um pouco no interior do museu Bordalo Pinheiro e depois fomos apanhar ar para o jardim do Campo Grande. A ideia era incorporar a peça do museu no ambiente do jardim.

Last weekend I joined a few sketcher friends for a group drawing session. The group included Ron Sketcherman who was visiting Lisbon.

We sketched for a while inside the Bordalo Pinheiro museum and then went to get some dresh air to the Campo Grande garden close to the museum.
The idea of the drawing was to incorporate the museum piece into the garden's environment.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Centenária


O tronco desta árvore é enorme. Tão grande que não coube inteiro no meu caderno. Não sei quantos anos tem, mas de certeza que já anda na casa das centenas. Fico feliz por termos jardins com estas preciosidades e por ter oportunidade de as apreciar.

The trunk of this tree is enormous. So big that it did not fit my sketchbook. I do not know how old it is, but there must be at least a few hundreds. I am happy to live near some gardens where one as the opportunity to enjoy such precious things.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

À espera




As salas de espera são boas para treinar o desenho de pessoas.

Waiting rooms are good to practice sketching people.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Confuso


Há algo neste desenho que não me soa bem. Acho que é a forma como a tonalidade dos bancos se confunde com a árvore. Talvez devesse ter optado por deixá-los só com o traço da caneta, sem aguarela.
Podia escurecer mais os bancos, mas assim ficariam uma mancha demasiado escura. Se escurecesse a árvore acho que ficaria ainda mais aproximada ao tom dos bancos. Por isso ficou tal como está e venha o próximo desenho.

There is something in this drawing that does not sound right to me. I think the tonal value of the benches merges to much with the on of the tree. Maybe I should have chosen to leave the benches without watercolour and only with the pen lines.

I might try to darken the bnches a bit more, but it think they would look like a dark blob. If I darkened the tree I think its tonal value would merge even more to the  one of the benches. So I decided to leave as it is and go to the next sketch.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Composição


Quando não há muito tempo para desenhar, faz-se um pequeno ensaio de composição na página.

When there is not much time to sketch, one does a little composition test on the sketchbook.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Miscelânea


Comecei esta dupla página para experimentar uma tinta azul nova. Foi só um pequeno apontamento para avaliar o resultado.
Mais tarde juntei-lhe a parte a preto e deixei um canto vazio, que ainda mais tarde preenchi com uns traços a cinzento.
E assim fiquei com uma dupla página menos habitual nos meus cadernos.

I started filling this double page to experiment with a new blue paint. It was only a small sketch, just to see the effect of the blue.
Later I joined the sketch in black and left an empty corner, which later filled with some gray lines.
And so I got a spread page with an effect rarely seen in my sketchbooks.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Lx Factory IV


Gosto daquelas fotos antigas com tonalidades sépia. Quando comecei a pintar este desenho fi-lo pela sombra no chão e no edifício à esquerda. Escolhi a cor castanha e depois achei que seria interessante continuar apenas naquela tonalidade. No fundo acabei por voltar ao desafio das 3 cores, desta vez o castanho trasparente, carmim e verde perilene.

I like the old photos with sepia tones. When I started painting the shadow of the buillding on the left and on the floor I decided to use a brown colour. And the I thought it would be interesting to continue only in that hue. 
I ended up returning to the challenge of 3 colors, this time the transparent brown, alizarin crimson and perilene green.

sábado, 13 de maio de 2017

Lx Factory III


Não tenho por hábito desenhar viaturas. Não é algo que me fascine muito, mas como convém variar de vez em quando não pensei duas vezes quando me apeteceu desenhar esta carrinha.

I do not usually draw cars. It just isn't something that fascinates me very much, but it is good to do different things sometimes and so I did not think twice when I felt the urge to draw this truck.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Lx Factory - II


No desenho seguinte foquei-me na ponte 25 de Abril, que propositadamente tinha omitido no desenho anterior dos reservatórios.
Praticamente toda a zona já estava na sombra e então decidi propor-me o desafio da paleta limitada. Desta vez as cores que usei foram o azul ultramarino, carmim alizarino, verde oliva e verde perilene.
Eu sabia que queria fazer as sombras da ponte com o azul e deixei o céu para o fim para ver se o branco resultava. Achei que não, por isso acabei por pintar o céu num tom acastanhado que acabou por dar uma tonalidade mais quente ao desenho.

In the following drawing on the Lx Factory I focused on the bridge, which I purposely omitted from the previous skecth of the reservoirs.
The whole area was already in the shade so I decided to give myself the challenge of the limited pallet. The colors I used this time were ultramarine blue, alizarin carmine, olive green and perilene green.
I knew I wanted to use the blue for the shadows on the bridge, so I left the sky to the end to see if the white of the paper worked well. I thought not, so I ended up painting the sky in a brownish tone that gave a drawing a warmer touch.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

LX Factory


Estes reservatórios na Lx Factory sempre me despertaram a atenção, por isso foram a primeira coisa que desenhei nesta tarde que lá passei.
A ideia inicial era pintar as árvores em 1º plano numa tonalidade escura para dar mais contraste aos reservatórios, mas acabei por deixá-las a branco só para variar um pouco.

These reservoirs at the Lx Factory always got my attention, so it was the first thing I sketched this afternoon. My first idea was to paint the trees in the foreground in a dark shade to give more contrast to the background, but I ended up leaving them blank just to do things a little diferently.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Monumento aos Combatentes do Ultramar


Sempre que dobrava a esquina do Museu do Combatente de bicicleta e dava de caras com este cenário pensava que tinha que o desenhar um dia.
A manhã estava tão agradável que me apeteceu muito começar o dia a desenhar. E assim sentei-me no tapete de relva fofinho a apanhar os primeiros raios de sol e a fazer os primeiros traços do dia.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

3ª vez


Já começo a estar familiarizado com este recanto. Depois de um pequeno postal e de um desenho para oferta, à terceira vez que o desenhei ficou registado no meu caderno.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

A fechar o caderno


Para terminar o caderno moleskine que estava a usar voltei a propor-me o desafio das 3 cores para pintar o desenho. Desta vez com azul cobalto, castanho transparente e verde oliva.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Pessoas



Durante as apresentações da tarde no encontro de Abrantes entretive-me a desenhar a audiência que estava (quase) sossegada a posar para mim.

sábado, 29 de abril de 2017

E o caderno caiu...


Estava mesmo a acabar este desenho na doca de Algés quando o caderno me caiu da mão. Como estava sentado mesmo na borda do muro, o caderno foi a rebolar até ao rio. Que terror, vê-lo a cair sem poder fazer nada. No entanto acabei por ter sorte porque a maré estava vazia e o caderno ficou preso nas rochas sem tocar na água.
Nem pensar em deixá-lo lá, por isso pedi o apoio de um senhor que estava ali perto, descalcei-me e escorreguei até lá abaixo. Peguei no caderno, atirei-o lá para cima e usei as juntas no muro para encaixar os dedos dos pés e das mãos, em estilo escalada (daí ter-me descalçado).

No final tudo estava bem e foi como se nada se tivesse passado. Mas para a memória fica o susto... ainda por cima o caderno estava praticamente cheio e já só 2 folhas em branco.