terça-feira, 24 de junho de 2014

Sardoal - o calor


Já depois do almoço o calor apertava cada vez mais e só era mesmo suportável à sombra. E digo suportavel porque estar à sombra não impediu que sentisse as gotas de suor a correr pelas costas e pelas pernas.
Os últimos desenhos da manhã já tinham sido difíceis de colorir devido ao calor que secava a tinta quase que instantaneamente, e como este caderno é grande (20x20cm fechado) não era muito fácil aplicar tonalidades uniformes, pelo menos com os pincéis de água.
Assim decidi apostar mais no preto e branco, embora aqui não tenha resistido a aplicar aguarela no céu e no chão. Para o castanho e o cinza usei as canetas pincel da Pentel já com a tinta.

1 comentário:

André Duarte Baptista disse...

Gosto particularmente deste desenho. Parabéns