terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Empanado


Já era final de tarde quando cheguei ao local para fazer este desenho. O pôs-do-sol estava nas minhas costas, mas as cores a nascente eram também muito apelativas. Estava frio e muito vento, por isso virei o carro para onde queria e fiquei lá dentro a desenhar.
Quando acabei já não havia praticamente luz natural nenhuma. Arrumei o material e quando rodei a ignição o motor não arrancou. Nem sequer deu sinal de vida. Tinha deixado as luzes acesas sem dar por isso e consequentemente a bateria descarregou. Ainda por cima num local fora de passagem e sem qualquer iluminação. Acabei por ter sorte porque passado pouco tempo vi um vulto a surgir na escuridão (era um espanhol à procura da estação do metro) que me ajudou a empurrar e arrancar o carro.

It was late afternoon when I arrived to the place where I wanted to draw. The sunset was on my back, but the colors in the east were also very appealing. It was cold and very windy, so I turned the car where I wanted and stayed inside.
When I finished, all the natural light was gone. I packed the materials, turned the ignition but nothing happened. The engine did not start. It did not even try. I had left the lights on without noticing and consequently the battery discharged. To make things even more difficult I was far from the road on a location with no artificial light. But I ended up being lucky because after a short time I saw a figure emerging from the dark (it was a Spaniard on foot looking for the subway station) who helped me push and start the car.

2 comentários:

Henrique Vogado disse...

Um grande desenho e sempre uma boa história a acompanhar. Mais um pouco e desenhavas o nascer do sol...

Bettina Ruppert disse...

Beautiful sky and landscape! Very good.