domingo, 22 de novembro de 2015

Amieira


Com a barragem do Alqueva veio o aproveitamento da lagoa que se formou. A massa de água realmente é enorme e quase que obriga um passeio de barco. Mas o meu passeio foi simplesmente até à marina da Amieira onde é possível alugar barcos para passar a noite na lagoa. Não desenhei a marina mas sim uma curva de terra como tantas outras que se encontram nas margens da lagoa.

2 comentários:

Henrique Vogado disse...

Bem escolhido o plano. Pelo que vejo ainda falta chover um pouco mais para atingir a cota máxima. Captaste bem o nível pelas cores junto à àgua.

A zona toda da aldeia sofreu uma revolução com a barragem. Está muito diferente do que era, novas estradas e o pequeno rio Degebe desapareceu na albufeira do Guadiana, junto com os antigos moinhos que ficaram submersos.

Filipe Almeida disse...

Pois é Henrique. Admito que a zona tenha mudado bastante. Aliás, lembro-me perfeitamente de olhar para a vista a partir de Monsaraz pouco depois da construção da barragem, e de anos mais tarde voltar ao mesmo local e ver o claro aumento da massa de água na planície.